Violência contra mulher – A campanha é gringa, mas o problema é geral!

22.11.10 - 10:44 PM Ester Castro Comente! Ler comentários




thehotline Violência contra mulher   A campanha é gringa, mas o problema é geral!

Engana-se quem pensa que a violência contra mulheres seja apenas uma questão nacional ou de países subdesenvolvidos. O problema é geral e o que é pior, só vem se agravando.

The Hotline, um site americano de apoio às mulheres que sofrem violência doméstica lançou um vídeo de alerta cuja linguagem é universal. Faz lembrar, por mais que seja difícil de aceitar, que as agressões dificilmente irão parar e acontecerão de novo. É preciso buscar ajuda o quanto antes.

No Brasil, os dados são assustadores. Queixas de violência contra a mulher aumentam 112% em 2010 e a maioria delas vem de mulheres entre 25 e 50 anos. Porém, se por um lado fica implícita a violência, por outro lado esse aumento de queixas leva a crer que estas mulheres estão buscando ajuda.

E isso graças a Lei Maria da Penha criada em 2006 que entre várias disposições, prevê maior rigor nas punições contra o agressor. E a aplicação dessa lei não depende de queixa formal para ser executada. Uma simples denúncia já basta para que o agressor seja punido conforme a lei.

Denunciar pode não só salvar uma vida, mas trazer de volta a dignidade.

Via Comunicadores


Confira outras postagens no blog!

2leep.com


Os comentários são via Facebook, portanto precisa estar "logado" para comentar. Vale lembrar que o teor dos mesmos são de inteira responsabilidade do comentarista.

Comente!! Assim saberei o que você pensa! ;)




  1. TATYANNA CASTRO
    November 22nd, 2010 at 20:32 | #1

    oi tiaaaaa!!! estou aqui pra te convidar para visitar o blog que acabei de criar http://www.lojamariah.blogspot.com, é um blog para a loja, se tiver algumas dicas estou abertaaaa pois ainda nao sei direito mexer nisso kkkk!!! saudades bjim

    Responder

    Ester Castro Respondeu:

    Oiiii Taty!!!! Ai que booooommmmm, adorei!!!

    Pode deixar que vou te dar altas dicas meu anjo ahauahauahaua

    Bjos!!!

    Responder

  2. Marcos
    November 29th, 2010 at 09:40 | #2

    Acho que o problema está mais na mulher que é agredida que no agressor, trabalhei anos como assistente social tentando convencer mulheres a não retirarem acusações que faziam em delegacias, e sempre ouvia o velho "mas eu amo tanto ele", ou seja, em 90% dos casos não é medo é a mais pura baixa auto-estima!

    Responder

  3. December 17th, 2010 at 02:42 | #3

    Com certeza a baixa auto estima é um fator, mas a certeza da impunidade inibe mulheres de fazerem um registro. Imagine, depois da denúncia você volta para casa com seu agressor. É complicado.
    http://www.amordepeixe.com.br/ http://www.forumamordepeixe.com.br/

    Responder

  4. December 23rd, 2010 at 16:03 | #4

    Acho que o problema está mais na mulher que é agredida que no agressor, trabalhei anos como assistente social tentando convencer mulheres a não retirarem acusações que faziam em delegacias, e sempre ouvia o velho "mas eu amo tanto ele", ou seja, em 90% dos casos não é medo é a mais pura baixa auto-estima!

    Responder

  5. May 11th, 2011 at 11:05 | #5

    acho que o problema esta nos dois, primeiro pq o home nao deve bater em quem ele e somente ele escolheu para estar junto indempendete do problema e/ou discução. e tbm com a mulher e deve ter amor proprio e se valorizar e caso aconteça uma vez nao permite que isso fique se repitindo, e que ela deve aguentar pq o amo. é ridiculo pq vc consegui viver sem a pessoa que acha que ama, e ate mesmo encontrar alguem que vale a pena cabe a mulher colocar um basta.

    Responder

  1. 23 November, 2010 at 12:44 | #1