#VemSeanPenn

20.02.13 - 10:07 PM Ester Castro






Há alguns dias corre pela web a campanha #VemSeanPenn, que claro, não passa de um “viral planejado” pra divulgar o filme brazuca Colegas de Marcelo Galvão que estréia dia 1º de março. Aliás o filme tem um Q de ser incrível!

Mas o que se discute muito por aí é justamente o uso desse marketing viral. Grandes marcas estão cada vez mais fazendo uso dos famosos virais como forma de publicidade criando cases tanto explícitos quanto subliminares para infectar as redes sociais. Na verdade, quem é macaco velho de internet já desconfia e saca na hora que se trata de um jabá virótico muito bem feito em alguns casos.
Muitos acham que criar historinhas que “enganam” o público pra promover uma marca não é bacana. Eu acho que só se engana quem quer ser enganado. Prefiro olhar tudo sob uma ótica publicitária e não questionar se o viral é intencional ou meramente fortuito, apenas se merece ser aplaudido ou ignorado.

Esse tipo de publicidade merece crédito sim. Seria muita burrice não aproveitar o poder da internet e por tabela, as redes sociais, pra se promover.

Lembro que em 2007, falei aqui sobre o gorila da Cadbury, um comercial que viralizou de uma forma dantesca por questionarem o que um gorila tocando bateria ao som de Phil Collins teria a ver com o chocolate. Achei incrível, porque no vídeo ninguém falava SOBRE o chocolate, mas por outro lado todo mundo estava falando DO chocolate! Esse o ponto!

Voltando ao #VemSeanPenn, achei a ideia show, o vídeo é lindo, criaram uma historinha legal, tem muita gente bacana envolvida e parece que até o momento tá dando certo. Se Sean Penn virá (com ou sem cachê) ou não, não terá a menor importância, pois o intuito da ação já terá surtido o seu efeito.

Eis o vídeo:


 

E eis também o trailer do filme em questão:


PS: isso não é um anúncio publieditorial!

Via



Categorias: Publicidade, Tudo, Vídeo, Web







Confira outras postagens no blog!

2leep.com


Os comentários são via Facebook, portanto precisa estar "logado" para comentar. Vale lembrar que o teor dos mesmos são de inteira responsabilidade do comentarista.

Comente!! Assim saberei o que você pensa! ;)




Fechado para comentários.