Trailer de SENNA, o documentário sobre Ayrton Senna

03.09.10 - 9:24 PM Ester Castro






O primeiro país a exibir o documentário, dirigido pelo britânico Asif Kapadia, será o Japão no dia 08 de outubro. Aqui no Brasil chega em novembro.
As exibições serão feitas inicialmente nos países que hospedam as corridas de Fórmula 1.

Já existe até site oficial para o filme no Japão e os cartazes exibem a seguinte chamada para o filme:
“Senna – a lenda do maior piloto que já viveu”.

Ao que tudo indica, o documentário trará cenas de arquivo exclusivas de Ayrton Senna, depoimentos inéditos de amigos e personalidades do meio, compilando um rico material de sua trajetória de vida, passando por aquele dia fatídico em Ímola e a comoção mundial após a sua morte.
Realmente uma grande homenagem aos 50 anos de nascimento do nosso querido tricampeão.

O trailer abaixo é japonês, mas já nos dá uma ideia do quão emocionante será… Mal posso esperar.

Ayrton Senna da Silva (São Paulo, 21 de Março de 1960 — Bolonha, 1 de Maio de 1994) foi um piloto brasileiro de Fórmula 1, três vezes campeão mundial, nos anos de 1988, 1990 e 1991. Foi também vice-campeão em 1989 e em 1993. Faleceu em acidente no Autódromo Enzo e Dino Ferrari, em Imola, durante o Grande Prêmio de San Marino.

Via Update or Die



Categorias: Cinema, Gente, Trailer, Tudo, Vídeo







Confira outras postagens no blog!

2leep.com


Os comentários são via Facebook, portanto precisa estar "logado" para comentar. Vale lembrar que o teor dos mesmos são de inteira responsabilidade do comentarista.

Comente!! Assim saberei o que você pensa! ;)




  1. claudio
    8, setembro, 2010 em 09:02 | #1

    hiper merecido a homenagem, com certeza vai ser demais

  2. 4, setembro, 2010 em 08:18 | #2

    Oi Ester.

    Já tinha ouvido falar que iam fazer um filme mas não sabia que já estava pronto.

    O Ayrton Senna sempre foi meu ídolo.

    Quando estreiar, com certeza não vou perder

    Elvira

  3. 3, setembro, 2010 em 21:48 | #3

    Hum… parece que me enganei em algo… Achei que tinha sido feito por japoneses… Bem, não importa. O fato de ter sua premiere por lá, acho que dá no mesmo.

  4. 3, setembro, 2010 em 21:42 | #4

    Olá, Ester!

    E sempre ótimo o Saber, né? Parabéns.

    E quanto a esse filme do Senna, não tenho dúvidas que será super representativo, eis que feito pelo povo que o amou tanto quanto o brasileiro.

    Uma vez perguntei para um amigo aficcionado em carros e corridas porque o Ayrton era tão querido no Japão, idolatrado por lá de forma tão incandescente.

    Ele lembrou que as melhores temporadas do Ayrton foram com motores Honda, algo tão patriótico para os japas como conosco, com pessoas.

    Como diria Jorge Amado por um de seus personagens em Tocaia Grande, "possa ser que sim, possa ser que não". Eu não sei.

    O fato é que Ayrton Senna em sua curta carreira mostrou o quão gênio era nas pistas. Pilotos que foram bons, foram craques mesmo, supercampeões, foram vários, mas Ayrton foi gênio, como bem provou em muitas ocasiões. Ayrton era o parâmetro dos demais pilotos desde os ajustes do carro até como entrar e sair de determinada curva.

    E o que ele fez na Toleman, lembram, saindo em último e quase vencendo a corrida, com um carro porcaria?

    Bem, se começar a lembrar das muitas coisas que ele fez e que nenhum outro jamais fez e talvez nunca fará, isso aqui vai longe.

    Assim como Pelé, que só quem viu jogar sabe o monstro que foi.

    O que acho interessante nesse filme, é que ele foi feito no exterior. Se fosse por aqui, seria suspeito de patriotagem ou de marketing do instituto que leva seu nome.

    As poucas imagens do trailler bem mostra como pode ser sensacional esse filme, um resgate (para o mundo) do gênio das pistas.

    • 4, setembro, 2010 em 06:43 | #5

      Obrigada Sérgio!

      Então, o documentário não é japonês, mas como vc mesmo disse, tendo sido feito no exterior terá uma outra ótica. Veremos o Senna como ele era visto lá fora.

      Eu realmente quero muito assistir. Uma homenagem à ele que não tenha sido feita por brasileiros certamente será ainda mais marcante.

      Eu via as corridas dele e tava assistindo a de Ímola naquele dia. Não vou me esquecer da cena. Chorei pra caramba como se chorasse por alguém que fosse da família.

      Como explicar essa reação partilhada por milhões de pessoas? Vai entender… Incógnitas do ser humano.

Fechado para comentários.