Ter a vida de cabeça pra baixo pode ser sinônimo de coisa boa…

15.10.08 - 12:43 PM Ester Castro






Não existe nenhum filho de Cristo que já não tenha tido sua vida virada de cabeça pra baixo. Eu mesma já consegui a proeza de viver isso várias vezes…

Um desses momentos que mais me marcou, aconteceu em 1995.
Estava eu cursando o último ano da minha faculdade de Direito. Apesar de não saber ao certo o que queria da vida, meus planos incluíam tudo menos casar e ter filhos tão cedo. No auge dos meus 23 eu queria curtir meus amigos, meu namorado (hoje meu marido) as festinhas da faculdade, as baladas…
Morava apenas com meu irmão e minha preocupação era qual roupa vestir, quanto estou pesando e como me sairia nas provas da faculdade.
Meus objetivos de vida não passavam de dúvidas: se seguia a advocacia ou se batalhava a promotoria, interesse que eu nutria despretenciosamente após um estágio no Fórum. Bem ou mal, a intenção de ter uma carreira profissional era intrínseca.
Acontece que as coisas tomam um rumo que não se explica. Uma notícia logo no início daquele ano faria cair por terra todas as minhas pretensões e inclusive minha rotina fanfarrenta (nem tanto vai…), mudando minha vida completamente.
Fiquei grávida!!!
Poutz, e agora… pensei. Como isso foi me acontecer?
Well… se hoje eu pudesse viajar no tempo e topar de cara comigo mesma, diria pra mim: vai mais comer brigadeiro com os dedos e se lambuzar até o alter ego como se não tivesse comido nada por um ano!!! Não podia ao menos ter usado a colher??? :=)
Eu não sabia se chorava mais pelo meu descuido ou pelo medo de contar aos meus pais. Contei. Não brigaram, me apoiaram e nem me perguntaram como isso foi acontecer
Pronto. Minha vida estava mesmo de cabeça pra baixo.
Colei grau com 7 meses de gestação e fui praticamente rolando pegar o canudo. Meu marido ainda estava na metade do curso de medicina e contava com uma mesada limitada da família. Foi aí que depois que tive meu filho, Matheus meu primogênito, tive que arregassar as mangas num trampo pra ajudar no orçamento. Mais tarde eu enfrentaria outra barra que já é outra história e que até já contei aqui.

Pois é gente. Esse é mais um capítulo da minha história. Só que esse acontecimento foi na verdade a melhor coisa que me aconteceu até então. Foi um clássico exemplo de que minha vida ficou melhor depois de ficar de cabeça pra baixo.
Ter tido o Matheus foi o início da construção de uma família maravilhosa. Essa gravidez fora de hora foi um presente que me trouxe um filho exemplar, doce, amado, querido e admirado pelos avós, tios, professores e amigos. Minha alegria de viver.

E é baseado em histórias assim como a minha e tantas outras por aí que o novo Rexona Roll On mudou a sua embalagem. Está de cabeça pra baixo pra ficar muito, mas muuuito melhor!!

A outra boa notícia é que você também pode contar em poucas palavras no hotsite do Rexona Roll On, como “A sua vida ficou melhor de cabeça pra baixo quando…
As 100 histórias mais marcantes ganharão super kits da Rexona!!! Participe e corre que o prazo tá acabando!!!

;)

Publieditorial








Confira outras postagens no blog!

2leep.com


Os comentários são via Facebook, portanto precisa estar "logado" para comentar. Vale lembrar que o teor dos mesmos são de inteira responsabilidade do comentarista.

Comente!! Assim saberei o que você pensa! ;)




  1. Nenhum comentário por enquanto.
Fechado para comentários.