Arquivo

Posts com a tag ‘Vida Pessoal’

Meu filho brincando de ser diretor de cinema

14, março, 2013 Ester Castro Comente!

William, meu filho número dois sempre foi um pavão, totalmente o oposto do irmão mais velho que é tímido.

Espelho, câmera e filmadora é com ele mesmo. Nas festas então é que a pavonagem corre solta. Não tem o menor pudor em dançar em público mesmo estando sozinho na pista.
Juntando a extroversão com a paixão por filmes, ele mantém um grupo de amigos que vez ou outra se reúne pra filmar umas farras. Algumas delas ele hospeda no canal dele no youtube.

Os trabalhos de arte e idiomas do colégio, são sempre em formato de curtas. Ele escreve o roteiro, escala atores nível framboesa, filma e edita. Já saiu alguns trabalhos até bacanas para os padrões amadores, outros nem tanto, mas o que vale é que brincando que se aprende, toma gosto e quem sabe no futuro o hobby não vira profissão. Tudo é possível.
Ele gosta tanto da coisa toda que, hoje com 14 anos, fala em fazer faculdade de cinema. É claro que William tem muito chão pela frente ainda e as ideias mudam, mas se não mudarem, estarei do seu lado apoiando o que ele escolher.

Recentemente ele reuniu na casa dos primos e revolveu fazer um curta no velho estilo Paranormal feelings.

Ah sim, o logo, a animação de abertura e o casting em 3D ele mesmo fez usando o After Effects. Até nisso ele brinca.  :D



Nas últimas férias ele foi pra casa da avó e claro, levou a câmera junto hauahauahaua
Botou o primo e o irmão caçula (o “fantasminha”) de cobaia e brincou mais um pouco. Este ele nem terminou de editar, mas eu subi pra minha conta no youtube só pra mostrar aos avós.

 




 

Como viram é tudo uma brincadeira e quem se diverte muito com tudo isso, é a mamãe aqui! :=)

 

Categories: Tudo, Vídeo, Vida Pessoal

A Sky tem o PIOR SAC que eu já vi na vida!!

27, março, 2012 Ester Castro 9 comentários

Hoje tentei entrar em contato com a Sky e acumulei OITO protocolos de atendimento em cerca de meia hora e não tive meu problema resolvido. No site eles não resolveram nada e disseram que tem que ser por telefone.
Eu queria apenas diminuir o pacote no qual pago 299,00 para o pacote básico de 49,90. Liguei no 10611 e quando consegui falar com um atendente, este me disse que eu teria que ligar em outro número, o 4004-2888, pois naquele não poderia atender minha solicitação. Liguei. Novamente a mensagem gravada afunilava (depois de muita ladainha) até a a opção “mudança de pacote” que pedia para apertar 1 para aumento do pacote e 2 para a diminuição do pacote. Ao clicar em 2 e ouvir a mensagem “aguarde que você já será atendido” a ligação simplesmente ficava muda como se tivesse caí­do.
Fiz CINCO tentativas repetindo esse procedimento esperando um tempo a mais pra ver ser voltava a ligação, mas foi tudo igual. Pela sexta vez, cliquei na opção 1 (aumentar pacote) e adivinha??? Fui atendida na hora!!
A essa altura eu já estava nos cascos e após explicar a situação e o que eu queria, a atendente me deu um outro número, o 4004-1001, alegando que neste também não poderia fazer nada. Como assim?? Podia aumentar o plando, mas não podia diminuir? Tudo bem. Liguei.
Após passar por todas as opções do menu pela SÉTIMA vez, de novo nada resolvido e o atendente disse que o número destinado ao que eu queria é o 10611, o primeiro que eu havia ligado!!! Completamente alterada e cansada de ser feita de palhaça sendo jogada para todos o lados, eu exigi uma solução. Sem resultado. A Sky parecia claramente fazer isso de propósito. Na hora de contratar o plano todos estão prontos a lhe atender, mas na hora de cancelar ou diminuir o plano, não acho um FDP pra resolver o meu problema.
Disse ao atendente que faria uma última tentativa e se não desse certo eu iria fazer barulho.

Pois bem. Tentativa falida. Pela oitava vez, não consegui ser atendida. Então tá então. Vou acionar Procon, Anatel e o diabo, mas vou infernizar o máximo que eu puder pra ter meu direito de consumidora assistido.

A Sky demonstrou não só uma falta grotesca de respeito com o cliente, mas também uma infinita falta de profissionalismo e competência apresentando o pior SAC que eu já tive o desprazer de usar, ou melhor, de tentar usar.

Fujam dessa merda!!! #prontofalei

Categories: Tudo, Vida Pessoal

O dia em que eu salvei um tamanduá!

19, março, 2012 Ester Castro 2 comentários
Abraço de tamanduá

Imagem: reprodução

Pra quem ainda não sabe, pego a estrada pelo menos três manhãs por semana. Tabalho junto com meu marido que é cardiologista e ele atende pela rede pública nesse período em duas cidades vizinhas.

Hoje pela manhã indo pela GO-330, a poucos quilômetros do destino, nos deparamos com um tamanduá no meio da estrada. Não tenho certeza se era um tamanduá-mirim ou um filhote de tamanduá-bandeira, mas o fato é que ele devia ser pouco maior que um quati.

A sorte é que ele estava bem na linha que divide a pista, do contrário talvez não fosse possível desviar dele. Mais que depressa pedi ao meu marido pra parar o carro pois eu queria dar um jeito de tirar o bichinho da estrada. Seria atropelado em dois tempos se permanecesse ali.
Infelizmente a mortalidade de animais silvestres nas rodovias que cortam o cerrado é grande e preocupante. Já perdi a conta de quantos tamanduás, jaratatacas, tatus e várias outras espécies já encontrei mortos no acostamento. É de fazer dó.

Desci do carro e fui em direção a ele com a intenção de espantá-lo em direção ao mato. Pra minha surpresa ele ficou em pé e de braços abertos como se quisesse um abraço de bom dia hauahauahauahaua Mas é claro que aquilo foi seu instinto de defesa se manifestando. É a forma que ele tem de intimidar quem lhe oferece perigo.
Recuei alguns passos para que ele baixasse a guarda e continuasse a caminhar. Nisso eu estava ali aflita com medo de algum carro aparecer. A parte boa é que antes das oito da manhã, aquele trecho de rodovia estadual fica bem tranquilo e quase vazio.
Fiquei ali atenta esperando ele caminhar com sua paciência mastodôntica até a mata, pronta pra gesticular feito um boneco de posto movido a vento para qualquer carro que aparecesse. Precisava garantir a sua segurança.

Quando ele já estava no acostamento corri para o carro pra pegar o celular pra fotografar, mas quando voltei, ele já tinha sumido no meio do capim alto… vivo e livre!
Não consegui fotografar o ilustre pedestre, mas senti um alívio por ter feito algo, ainda que ínfimo, para proteger um dos animais mais vulneráveis do meu Goiás amado.

Esse alívio durou apenas até alguns metros adiante, quando ao seguir nosso rumo, nos deparamos com um (mais um…) tamanduá-bandeira (seria a mãe?) enorme morto por atropelamento.
Foi frustrante. Salvei um animal hoje que possivelmente terá o mesmo fim amanhã… :((

Categories: Tudo, Vida Pessoal

Viagem: cuidado onde vai ficar!!

22, fevereiro, 2012 Ester Castro 2 comentários

O Carnaval acabou. Muita gente pegou a estrada e garantiu estadia no lugar planejado sem maiores problemas.

Mas e quem resolveu dar uma de esperto pra economizar hotel ou aluguel de temporada? Contou com um cafofo “DA HORA” e “DE GRÁTIS” emprestado do amigo do amigo do cunhado do padrasto da vizinha??? Aí chegou lá, morreu e reencarnou 5 vezes de tanto arrependimento???

Pois é. Acreditem ou não já passei por experiência similar. Não era Carnaval, apenas uma viagem que “planejamos” para conhecer o Rio Grande do Norte. Fomos em três casais, a babá e uma penca de filhos.
Hotel iria ficar um absurdo de caro para essa turma toda. A solução foi pensar e uma casa por temporada. Cheguei a olhar vários anúncios de Natal e guardei o contato de uma casa grande e ótima, porém um pouco onerosa.

Maaaaaaas, meu sobrinho (lembra disso Marquim??? hahahaha) lembrara que um amigo de seu pai tinha uma casa em um condomínio na beira da praia, que além de nos ceder “DE GRÁTIS”, acomodaria a todos com conforto e nos atenderia muito bem.
Liguei para a esposa do proprietário, afinal seria de bom tom me apresentar, me certificar de que a casa estaria mesmo livre naquele período e claro, ter certeza de que não estaríamos sendo intrusos. Ela se mostrou pronta a servir e disse que iríamos adorar o lugar, afinal a casa era grande e a poucos passos da praia, tinha piscina, tinha um caseiro para nos atender no que precisássemos, tinha colchões, travesseiros (só precisaríamos levar roupas de cama), a cozinha era toda equipada, enfim, completa! Não deixou dúvidas: aceitamos a casa.


Emoção e expectativa ao aceitar a casa…

Nosso voo atrasou e chegamos à noite em Natal. Os dois carros alugados previamente já estavam nos esperando. Seguimos rumo ao local combinado. Andamos tanto que achei que estávamos voltando pra Goiás… hahahahaha
A estrada foi afunilando e “costuramos” entre alguns becos com ruas de areia. Estava escuro, mas foi o suficiente pra perceber que a casa menos provável era na verdade, a própria. Rústica como uma casa grega, havia cheiro de mofo pra todo lado, os “colchões” eram densidade 5, os travesseiros foram disputados em sorteio, o banho era frio, a “piscina” era um tanque de um metro e meio de diâmetro feito no cimento e a praia era isolada de TUDO e CHEIA de pedras.
Como estávamos cansados demais, nos acomodamos de qualquer jeito só pra passar a noite e de total e comum acordo, voltamos para a cidade ao amanhecer atrás de outro lugar pra ficar. É claro que ligamos para agradecer e demos uma desculpa qualquer para seguir adiante.

Acabou que conseguimos ficar na casa em Ponta Negra que eu havia olhado antes, esta sim correspondendo tal e qual com a descrição do anúncio e das fotos.

Fica aí a dica para futuras viagens. Emprestar o local de ficar, apenas se você já conhece. Do contrário, não abra mão do aluguel para temporada pra não ter surpresas, péssimas surpresas, diga-se de passagem… ;)

Publieditorial

Então é 40…

12, fevereiro, 2012 Ester Castro 3 comentários

 

Então queridos, hoje saí dos inta e entrei nos enta. Depois de ter passado um dia delicioso entre família e amigos, cheguei exausta, mas não podia deixar de fazer o registro aqui.

Queria ter gravado um vídeo dizendo algumas coisas, mas tal qual tudo que planejo ultimamente, acabei deixando morrer na praia pra variar.
De qualquer forma não tive tempo porque passei o dia fora. Meu pai celebrou hoje os seus 65 anos que faz no próximo dia 14, então eu meio que peguei carona na festança e minha mãe “fez o favor” de colocar um 40 ao lado das velas dele, vê se pode! As cerejas do bolo choraram sangue hauahauahauahauahauahau

Eu sei que já estou em contagem regressiva há dez anos (sabia que começamos a envelhecer aos 30?) e agora sigo contando. Mais uma década e estarei fazendo meio século de vida!!! Por mais assustador que isso possa parecer, principalmente para nós mulheres que geralmente brigamos com o tempo, estarei feliz se conseguir chegar bem (eu falo de saúde) até lá assim como cheguei até aqui.

Que venham os próximos anos, sem deixar é claro, de mandar um hadouken nos radicais livres pra tentar chegar lá com mais “dignidade”  né? hauahauahauahaua

Super beijo pra vocês e aos queridos que deixaram suas mensagens no Facebook! Obrigada pelo carinho. ;)

Categories: Tudo, Vida Pessoal