Síndrome de Pica – você já teve ou sabe quem tem?

04.11.09 - 6:30 PM Ester Castro






Aposto que você homem logo olhou pra baixo né? Safadeeenhoheh

Geofagia - ingerir terra ou solo
Imagem: reprodução

A Síndrome de Pica é na verdade uma espécie de transtorno alimentar também conhecido como alotriofagia ou alotriogeusia e que significa tendência ou desejo incontrolável de comer coisas não comestíveis como terra, carvão, cinza de cigarro, cabelo, etc.
Também caracteriza-se pela vontade anormal de ingerir alimentos crus utilizados como ingredientes tipo farinhas, amidos ou tuberosas sem nenhuma cocção, entre outros.

O distúrbio de Pica, nome derivado do latim e de um pássaro da família dos corvos que come tudo que vê pela frente, se manifesta principalmente em crianças e grávidas. Pode estar ligado tanto à carência alimentar ou deficiência de vitaminas e sais minerais como também ao psicológico, podendo ser perfeitamente tratado.

Eis os diferentes tipos de Pica: (Okay, eu ri escrevendo isso.)

Acufagia – ingerir objetos pontiagudos
Amilofagia – comer amido (i.e. de milho ou mandioca)
Auto-canibalismo – comer partes do corpo (raridade)
Cautopireiofagia – ingerir palitos de fósforo apagados
Coniofagia – comer pó
Coprofagia – comer excremento
Emetofagia Рcomer v̫mito
Geomelofagia – comer (freqüentemente) batatas cruas
Geofagia – ingerir terra ou solo
Ctonofagia – ingerir terra ou argila (arcaísmo)
Hematofagia – comer sangue
Hialofagia -ingerir vidro
Lithofagia – comer pedras
Mucofagia – ingerir muco
Pagofagia – comer (patologicamente) gelo
Trichofagia Рcomer cabelo ou ḷ (fios ou tecido)
Urofagia – ingerir urina
Xilofagia – comer madeira
[fonte]

Que coisa não? O ser humano desenvolve cada bizarrice…


Me lembrei agora de uma sobrinha que comia cabelo quando era criança.
Qual o percentual de chance dela me mandar tomar bem no olho c* se eu disser pra ela que o que ela tinha era síndrome de pica, hein? :mmm:

Conheça também outras síndromes curiosas.

Via: O Poeta Vigilante









Confira outras postagens no blog!

2leep.com


Os comentários são via Facebook, portanto precisa estar "logado" para comentar. Vale lembrar que o teor dos mesmos são de inteira responsabilidade do comentarista.

Comente!! Assim saberei o que você pensa! ;)




  1. mengão
    31, maio, 2012 em 13:55 | #1

    ótima matéria me ajudou no trabalho de português

  2. 1, março, 2012 em 00:28 | #2

    pior é que até CID (codigo Internacional de Doenças)

  3. 25, fevereiro, 2012 em 19:33 | #4

    vish..

  4. 25, fevereiro, 2012 em 16:02 | #5

    Desciclopédia! o/

  5. 25, fevereiro, 2012 em 15:50 | #6

    :OOMG (2)

  6. 25, fevereiro, 2012 em 15:45 | #7

    omg! kkkkkkkkk

  7. 25, fevereiro, 2012 em 15:45 | #8

    omg! kkkkkkkkk

  8. 25, fevereiro, 2012 em 15:38 | #9

    hoehoehoe
    Informação e humor!
    Uma combinação perfeita xD

  9. Gustavo De Almeida Costa
    25, fevereiro, 2012 em 14:55 | #10

    kkkkkkkkkkkkkkkk

  10. Naty
    7, novembro, 2011 em 10:11 | #11

    Piadinhas a parte, esse assunto é sério. Eu sofro disso, estou grávida pela segunda vez e sinto esses desejos incontroláveis, de não conseguir mais pensar em nada, a boca encher d’água.. E os desejos são os mesmos, linha de toalha, reboco (cimento) e papel..
    É extremamente embaraçoso, pois existem vezes que não conseguimos esconder mais, o desejo se torna cada vez mais difícil de controlar..

  11. silas
    27, setembro, 2011 em 08:51 | #12

    E quem come literalmente… kkkkkk

  12. barbosa
    26, maio, 2011 em 07:21 | #13

    !!!! Nossa to com um mês de casado descobri qui minha mulher comi 2 palitos de fosforo queimado todo dia após almoço e janta. to lascado meu piveti vai naser queimado kkkk…

  13. marinha
    12, maio, 2011 em 06:25 | #14

    Quando criança adorava comer sabao,pedrinhas de cimento,como borracha (daquelas azul e vermelha, eu como a parte azul ).e tbm adoro cheiro de gasolina e quando eu era criança comia bustela hauhauhauhuahuhauhauhauha hj eu acho nojento !

  14. Jean
    13, abril, 2011 em 23:31 | #15

    Pessoal, só p/ esclarecer melhor a tal da "Sindrome de Pica"

    (Em tempo: comer alimentos não cozidos nada tem a ver c/ esta síndrome, apenas indica q. a pessoa q. se alimentou destes "outrora cozidos" tem um bom estômago, e provavelmente um paladar diferente, mas só isso não é um indício de "PICA"

    Segue as informaões aí:

    Características Diagnósticas

    A característica essencial da Pica é o consumo persistente de substâncias não nutritivas por um período de pelo menos 1 mês (Critério A). A substância típica ingerida tende a variar com a idade. Bebês e crianças mais jovens tipicamente comem tinta, reboco, cordões, cabelos ou tecidos. Crianças mais velhas podem comer fezes de animais, areia, insetos, folhas ou pedregulhos. Adolescentes e adultos podem consumir argila ou terra. Não existe aversão à comida. Este comportamento deve ser inapropriado em termos evolutivos (Critério B) e não deve fazer parte de uma prática culturalmente sancionada (Critério C). O consumo de substâncias não nutritivas é uma característica associada de outros transtornos mentais (por ex., Transtorno Invasivo do Desenvolvimento, Retardo Mental). Se o comportamento alimentar ocorre exclusivamente durante o curso de um outro transtorno mental, um diagnóstico separado de Pica deve ser feito apenas se o comportamento alimentar for suficientemente severo para indicar uma atenção clínica independente (Critério D).

    Características e Transtornos Associados

    A Pica freqüentemente está associada com Retardo Mental. Embora deficiências de vitaminas ou minerais tenham sido relatadas em alguns casos, geralmente não existem anormalidades biológicas específicas. Em certos casos, a Pica chega à atenção clínica apenas quando o indivíduo se apresenta com alguma das várias complicações médicas gerais resultantes (por ex., envenenamento por chumbo em conseqüência da ingestão de tinta ou reboco com tinta, problemas mecânicos nos intestinos, obstrução intestinal decorrente da ingestão de bolas de cabelo, perfuração intestinal ou infecções tais como toxoplasmose e toxocaríase como resultado da ingestão de fezes ou terra). Pobreza, negligência, falta de supervisão parental e atraso do desenvolvimento podem aumentar o risco para a condição.

    Características Específicas à Cultura, à Idade e ao Gênero

    Em certas culturas, comer terra ou outras substâncias aparentemente não nutritivas supostamente apresenta algum valor. A Pica é vista com maior freqüência em crianças pequenas e, ocasionalmente, em mulheres grávidas.

    Prevalência

    Os dados epidemiológicos sobre a Pica são limitados. A condição freqüentemente deixa de ser diagnosticada, podendo ser comum entre crianças pré-escolares. Entre indivíduos com Retardo Mental, a prevalência do transtorno parece aumentar de acordo com a gravidade do retardo.

    Curso

    A Pica tem seu início na primeira infância. Na maioria dos casos, o transtorno provavelmente dura vários meses, depois apresentando remissão. Ele pode continuar, às vezes, até a adolescência ou, menos freqüentemente, até a idade adulta. Em indivíduos com Retardo Mental, o comportamento pode diminuir durante a idade adulta.

    Diagnóstico Diferencial

    Antes dos 18 aos 24 meses de idade, aproximadamente, o ato de levar à boca e, às vezes, comer substâncias não nutritivas é relativamente comum e não implica a presença de Pica. O diagnóstico é feito apenas quando o comportamento é considerado persistente (isto é, está presente por pelo menos 1 mês) e inapropriado, levando em conta o nível de desenvolvimento do indivíduo. A ingestão de substâncias não nutritivas pode ocorrer durante o curso de outros transtornos mentais (por ex., em um Transtorno Invasivo do Desenvolvimento, na Esquizofrenia, em decorrência de crenças delirantes, e na Síndrome de Kleine-Levin). Nesses casos, um diagnóstico adicional de Pica deve ser dado apenas se o comportamento alimentar for suficientemente severo para indicar uma atenção clínica independente. A Pica pode ser diferenciada de outros transtornos da alimentação (por ex., Transtorno de Ruminação, Transtorno de Alimentação da Primeira Infância, Anorexia Nervosa e Bulimia Nervosa) pelo consumo de substâncias não nutritivas.

    Critérios Diagnósticos para F98.3 – 307.52 Pica

    A. Ingestão persistente de substâncias não nutritivas por um período mínimo de 1 mês.

    B. A ingestão de substâncias não nutritivas é inapropriada ao nível de desenvolvimento do indivíduo.

    C. O comportamento alimentar não faz parte de uma prática culturalmente sancionada.

    D. Se o comportamento alimentar ocorre exclusivamente durante o curso de um outro transtorno mental (por ex., Retardo Mental, Transtorno Invasivo do Desenvolvimento, Esquizofrenia), sua gravidade é suficientemente severa para indicar uma atenção clínica independente.

    • Cirlene
      22, junho, 2011 em 22:39 | #16

      Ola boa noite,quando eu era criança tinha uma mania de comer cinza de cigarro,e palito de fosforo queimado.até uns quinze anos mais ou menos.Depois me casei e meu esposo nem eu fuma,então não tinha nehuma dessas coisas por perto.mas agora depois de quatorze anos ,pois já estou com vinte e nove anos de idade.e gravida de oito meses .Senti uma vontade doida de comer fosforo outra vez,já são oito caixas des de quarta feira 15/06/011 to com muito medo de fazer mau pro meu bebe.mas o meu medico nõ deu muita atenção ao que eu disse.VC sabe me dizer se meu bb pode ter problemas,pois não consigo parar.obrigada beijos.

      • silas
        27, setembro, 2011 em 08:43 | #17

        o menino vai nascer com cabeça de fosfóro… rsrsr
        brincadeira

  15. indefinido
    7, janeiro, 2011 em 19:00 | #18

    to rindo muito eu sou uma picosa, amo comer papel higienico!!!

  16. elisama
    2, julho, 2010 em 20:00 | #19

    qqq nojo !!tem gente q gosta de comer vomito erghhh^^ e eu que sempre ache q comer tijolo e fosforo queimado era algo incomun…por sinal…ate hj [tenho 20 ano] ainda como fosforo queimado…eh muuuuuuito bom

  17. 8, maio, 2010 em 11:27 | #20

    Adoreei!

    Exatamente o que a minha professora disse que era e tá tudo super bem explicado.

    Parabéns! ;) Ajudou no meu trabalho da faculdade. hehehe!

    Abraço!

  18. wes
    11, fevereiro, 2010 em 20:46 | #21

    qdo criança eu gostava de comer palito de fosforo queimado… n sabia q tinha um nome pra isso…

    eu tb gostava de cheirar gasolina, será outra patologia tb??

  19. jose soares
    18, novembro, 2009 em 15:16 | #22

    eu tenho um primo que descubri recentemente que ingeri fezes e urina,de outras pessoas.

    que tratamento ele deve fazer e que medico procurar.

  20. 16, novembro, 2009 em 17:46 | #23

    Eita Ester huahuahua só tu mesmo não consigo nem comentar de tanto que estou rindo … Olha, não sei o que é pior se é o nome da síndrome ou os tipos.

    Graças a Deus eu não tenho problema com nenhum tipo de PIca hahahaha.

    Grande Beijo

    • 16, novembro, 2009 em 18:35 | #24

      Amigaaaaa, que bom vc por aqui!!! Saudade!!!

      Então, me diverti muito escrevendo esse post hahahahahahahaha

  21. 7, novembro, 2009 em 13:09 | #25

    ahuahuahauhauhauhauha Realmente, existem inúmeros tipos de pica. Eu tinha uma empregada que tinha pica também. É, mas não era do tipo que o Ronaldo gosta. Ela comia telhas só. Sabe aquelas telhas de barro e talz? Poisé.

    "Picuda" ela hauhauha

    • flavia
      30, maio, 2012 em 09:43 | #26

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  22. 6, novembro, 2009 em 21:41 | #27

    auto-canibalismo nem é tão raridade assim. qtas pessoas vc conhece q comem as próprias unhas, cutículas etc? até sangrar? já vi mt. só não sabia q a culpa era da pica. é por falta o excesso? vai saber.

    parabéns pelo blog. inteligente e divertido na medida certa.

  23. 5, novembro, 2009 em 15:23 | #28

    Haha, ri muito lendo este post. Quem tem a síndrome constantemente pode-se afirma que tem "pica crônica". Não sei o que é pior: o nome da síndrome, a síndrome em sí ou os tipos de picas. hehehehe. E olhe que tem cada nome meio relacionado, sei não: acufagia; emetofagia, eita…

    • 5, novembro, 2009 em 16:54 | #29

      De fato Elcio, essa é uma questão complicada que abordada com quem nunca ouviu falar pode gerar bons mal-entendidos ou quiçá um olho roxo hahahahahahahahaha

  24. 4, novembro, 2009 em 19:16 | #30

    Eu tenho uma tia que come arroz e macarrão crus, será que ela é "picosa"? Huahuahua, amanhã vou diagnosticar esse problema pra minha vó, falarei a ela do mal que minha tia sofre e provavelmente serei repreendida :D

    • 4, novembro, 2009 em 20:06 | #31

      hahahahahahahaha

      A senhora que trabalha aqui em casa tem um neto que tava com mania de comer batata e quiabo cru. Fui falar pra ela que o menino podia estar c/ a tal síndrome de pica, ela arregalou o olho de um jeito que eu morri arroxando de rir hahahahahaha

Fechado para comentários.