IMAX Рṇo morra sem conhecer!

05.08.11 - 8:46 PM Ester Castro






Bom queridos, continuando o post anterior, outra dica dada por amigos foi NÃO DEIXAR de conhecer o IMAX!! Claro que seguimos a sugestão com afinco.

Mas antes, pra quem ainda bóia no assunto, uma breve noção através do tio Wiki:

Imagem Maximum (IMAX) é um formato de filme criado pela canadense IMAX Corporation que tem a capacidade de mostrar imagens muito maiores em tamanho e resolução do que os sistemas convencionais de exibição de filmes. (…) Para que seja criada a ilusão de profundidade tridimensional, o processo IMAX 3D utiliza duas lentes para representar os olhos direito e esquerdo. As duas lentes são separadas por uma distância inter-ocular de 64 mm, que é a distância média entre olhos humanos. A gravação é feita em dois rolos de filme para os olhos esquerdo e direito, que são projetados simultaneamente, criando para os espectadores a ilusão de ver uma imagem 3D em uma tela em 2D.

IMAX Comparação

Imagens: G1

Vejam que enquanto os filmes convencionais possuem um formato de 35mm, o formato do IMAX tem o dobro de tamanho, prometendo o que chamam de “experiência IMAX” onde você vê mais, ouve mais e sente mais.

Mas se você acha que isso é uma tecnologia recente, pasmem, o primeiro filme/curta feito com a câmera IMAX, foi em 1970!! E mais. O formato de 70 mm já existia na década de 50, mas devido ao alto custo das filmagens, uma vez que os filmes em 70mm rodam 48 frames por segundo contra os 24 frames dos filmes em 35mm, era preciso empregar o dobro de material para gravar um mesmo segmento.
E mesmo filmando em 35mm para depois fazer a conversão, havia um outro porém, os projetores que não estavam adaptados para projeções de 70mm, tornando todo o aparato totalmente inviável.

Foi aí que anos mais tarde, um grupo de visionários, Graeme Ferguson, Roman Kroitor, Nicholas Mulders e William C. Shaw, começou a desenvolver o sistema IMAX que foi apresentado pela primeira vez ao mundo no final da década de 60.

Bom, mas ainda tem a questão do peso da câmera IMAX que é em torno de 113 kg, dificultando ainda mais seu manuseio e fazendo com que isso aliado aos altos custos da tecnologia IMAX, não fosse usado na íntegra em longas hollywoodianos, mas sim em curtas e documentários.

Pelo que eu pude apurar, poucas grandes produções tiraram o escorpião do bolso para usar a câmera ainda que só um pouquinho. Há exemplos como Batman: The Dark Knight, que teve uma sequência de 28 minutos feitos com a câmera IMAX e parece que em The Dark Knight Rises, o tempo será ainda maior. É… Mr. Nolan chutando bundas rsrsrsrsrs
Ah,  Transformers 2 também teve algumas cenas gravadas com a câmera poderosa. Se alguém souber de mais algum filme nestes termos, cita aí! ;)

De resto, todos os filmes que são exibidos nas salas IMAX, salvo a infinidade de curtas e documentários que utilizaram a câmera IMAX na íntegra, foram originalmente gravados em formatos regulares e depois remasterizados para o formato IMAX, embora há quem diga que mesmo elevando absurdamente a qualidade de som e imagem, não é a mesma coisa das filmagens feitas diretamente em 70mm.
Essa remasterização só passou a ser feita a partir de 2002. São os chamados filmes IMAX DMR (Digital Media Remastering). Vale lembrar que algumas animações feitas diretamente na bitola de 70mm nem passam pelo processo de remasterização.

 

IMAX do Espaço Unibanco no Bourbon Shopping

IMAX Espaço Unibanco no Bourbon Shopping - Créditos imagem: Aline Arruda

Fato que eu não podia mesmo morrer sem antes conhecer e sentir essa tecnologia que chegou ao Brasil há apenas três anos. Garantimos os lugares na fileira H (bem no meio!) só porque o maridão ficou na espreita pra garantir os ingressos antecipados pela internet assim que as vendas abrissem.

Mas posso falar? Pena que na única sala de São Paulo das três (até o momento) existentes no Brasil (as outras duas estão no Rio de Janeiro e em Curitiba) o filme em cartaz era Harry Potter e as Relíquias do Morte – Parte 2. Foi meio que subutilizar o potencial do IMAX apesar da qualidade de som e imagem serem realmente embasbacantes, tipo coisa do outro mundo mesmo! Acontece que não é o tipo de filme carregado de efeitos e cenas ofegantes que eu gostaria de ter vivenciado.
Fico imaginando como teria sido ver Avatar, que eu vi no cinema de Uberlândia e já era fenomenal em uma sala 3D normal. Sim porque mesmo Avatar também ter sido remasterizado tal qual Harry Potter, não há menor dúvida sobre qual me faria vibrar e sair do chão.
Mas mesmo que Harry Potter tenha sido bem morno e o seu 3D ter sido modesto, pra não dizer sutil, ainda assim valeu TUDO! Não fui pra ver o filme e sim o IMAX hauhauhauhau

IMAX Hubble 3D

IMAX 3D - Imagem: reprodução

Pelo menos um dos trailers apresentandos no início foi Hubble 3D, um documentário feito para a Warner todo filmado com a câmera IMAX, que deu pra REALMENTE sentir todo o potencial de um cinema IMAX 3D. Foi INCRÍVEL! Saca qual foi minha cara de espanto!! :=)
Gente, é sério, me senti fazendo parte da tela e tudo parecia estar a um palmo do meu rosto!!! Coloquei o dedo no Hubble e alisei um astronauta hauahauahauahauahauahau

Pude enfim comprovar que em IMAX 3D, as imagens literalmente saltam da tela pra parar no seu colo!

Já pensou quando todos os filmes, pelo menos os blockbusters, forem feitos na íntegra com a câmera IMAX e pelo menos todas as capitais pudessem ter uma sala IMAX? Então vamos baratear isso aí? Seria meu sonho de consumo…

Até lá, todo aquele que ama cinema e jamais se contentaria com cópias piratas xexelentas, precisa se reservar na dignidade e no direito de viver a experiência IMAX pelo menos uma vez na vida. E esqueçam tudo que já viram num cinema em termos de qualidade. Vocês ainda não viram nada.

Fontes e links complementares:
Lista de filmes rodados na íntegra com a câmera IMAX
Lista de filmes digitalmente remasterizados para o IMAX
Dados técnicos do IMAX de São Paulo
Como funciona o IMAX
Bitolas e formatos de filmes

 



Categorias: Cinema, Opinião, Tecnologia, Tudo







Confira outras postagens no blog!

2leep.com


Os comentários são via Facebook, portanto precisa estar "logado" para comentar. Vale lembrar que o teor dos mesmos são de inteira responsabilidade do comentarista.

Comente!! Assim saberei o que você pensa! ;)




  1. Humberto
    7, agosto, 2011 em 11:15 | #1

    Eu vi o trailer do Hubble 3D Imax, meu Deus! Igual a cara do gato mesmo. Procurei me informar, mas eles não tem previsão (pelo menos em São Paulo) de reprisar esse documentário. Assistir ele virou uma das coisas da minha lista de coisas para fazer antes de morrer. Parece que o lugar mais perto pra ver ele é no Imax da Nasa, na Flórida, mas eu ando sem tempo $$$ pra isso :-p

    • 7, agosto, 2011 em 12:02 | #2

      Humberto, só sei que saí do IMAX querendo um desse lá em casa hauahauahauahaua Experiência única!

Fechado para comentários.