Enfiar o dedo no cu dos outros é cultura!

19.12.07 - 1:54 PM Ester Castro






KanchoQuem me conhece sabe que sou fascinada por tudo que vem de terras nipônicas. Sua tecnologia, seus hábitos, sua inventividade, seu perfeccionismo, seu metodismo e a habilidade de fazer xixi sentado de boa parte da população masculina, que os tornam homens perfeitos e sonho de consumo de mulheres vítimas de privadas respingadas!!!

Mas nem tudo são flores e o Japão também tem uma certa fama reverenciada por suas bizarrices…

Uma delas é o Kancho, a arte milenar de enfiar o dedo no butão dos outros. E acreditem, tem até uma certa técnica para essa prática: juntar as mãos mantendo os indicadores esticados e acertar o fiofó de algum infeliz que esteja preferencialmente desprevenido. Meigo isso, não é não?
Mas essa excentricidade da cultura japonesa restringe sua prática apenas entre grupos de amigos, clubes esportivos, colegas de escola e familiares. Nesse caso se a vítima do Kancho resolver dar uma bifa como troco, estará batendo em um mui amigo e termina tudo em uma grande brincadeira.

O Kancho tem até site oficial que explica tudo sobre a prática, contém fotos e inclusive vende camisetas para divulgação.

Agora começa fazer sentido uma conversa que tive certa vez com a Krika que mora no Japão há mais de 5 anos. Ela me disse que os japoneses são muito fechados e não se abrem muito para novas amizades. Também pudera né? Com esse jeito de demonstrar afeto… quem se habilitaria em ampliar o rol de amigos???
Agora vai entender…. eles não aceitam cumprimentos através do aperto de mãos, muito menos abraço e três beijinhos, mas enfiar o dedo no cu pode???

Isso é o que se chama de choque cultural…

Via Boca Aberta









Confira outras postagens no blog!

2leep.com


Os comentários são via Facebook, portanto precisa estar "logado" para comentar. Vale lembrar que o teor dos mesmos são de inteira responsabilidade do comentarista.

Comente!! Assim saberei o que você pensa! ;)




  1. 23, dezembro, 2007 em 04:44 | #1

    Não me espanto com mais nada que vejo por essas bandas.

  2. 20, dezembro, 2007 em 16:58 | #2

    Ainda não vieram pro meu lado não.Acho que estou tendo sorte pq num amigo já fizeram. Huahuahuaauhahu

  3. 19, dezembro, 2007 em 17:30 | #3

    Já tive oportunidade de ver o kancho ser aplicado entre os japas algumas vezes e parece que eles se divertem realmente.De japonês pra brasileiro nem sempre dá certo, mas alguns já aderiram. (rsrs)

    Já vieram pro teu lado alguma vez Marco? Já teve que dar alguma bolacha na cara de um?

    Pelo jeito quem não quer pôr o seu na reta tem que andar de armadura…. :))

  4. 19, dezembro, 2007 em 15:36 | #4

    Nossa, eu ja namorei 3 japas se eu faço isso…A Yakusa Brazuca me capa…

    Melhor não arriscar né… ;)

  5. 19, dezembro, 2007 em 13:12 | #5

    Eu li sobre isso alguns anos atrás, no blog de um americano que morava no Japão e dava aula de inglês em escolas. Dizia que era muito comum os alunos tentarem aplicar um "kancho" nele. E que não tinha com quem reclamar. Os outros professores mandaram ele segurar um dos moleques e atuchar-lhe o dedo no fiofó, pra impor autoridade e assim sossegar os ataques.

    De fato, dizem que é mesmo comum entre alunos e professores. Imagino que giz e quadro negro seja algo arcaico lá…. professores devem ditar a aula, de preferência sentados… :))

  6. 19, dezembro, 2007 em 11:35 | #6

    Ah, então é por isso que os japoneses cumprimentam só abaixando o corpo…

Fechado para comentários.