Do mané pelado à punheta…

17.03.08 - 7:06 PM Ester Castro






Hmmmmm!!

Eita mundão véio sem porteira e cheio de imaginação! Às vezes fico me perguntando porque raios alguém confere nomes ou apelidos muito aquém dos convencionais, aos variados tipos de comida. Alguns muito aquém mesmo!

A coisa se complica no âmbito regional, seja dentro de um país ou entre demais países. Talvez seja sempre aconselhável fazer um estudo prévio da cultura gastronômica local, antes de se aventurar a conhecer o lugar, só pra evitar alguns sustos.
Por exemplo: o que você diria se alguém lhe convidasse para apreciar uma punheta(1) com uma fodinha quente(2) de entrada?? Sim… nada mais lusitano…

Mas se você estiver devidamente informado a respeito, não correrá o risco de dar uma chave de pescoço no cara, não é mesmo? Você pode até retribuir o convite oferecendo um perigoso na racha(3) e roupa velha(4) num happy hour em sua casa. Um delicioso mané pelado(5) pra acompanhar também não seria nada mal!
Tudo é uma questão de informação.
Em certos casos, saber do que se trata é uma questão vital, eu diria.
Podem partir surpresas até mesmo de coisas simples como uma ida à uma padaria, onde o atendente pode lhe perguntar “o que vai ser, cacete ou cacetinho(6)?” O amigo Christian, bem sabe o que é passar por isso…
Estão conseguindo perceber a importância de se estar ciente?
Cabeças rolariam em alguns casos…

Nosso Brasilzão esconde em sua imensidão, intermináveis pérolas gastronômicas. Pura munição à curiosidade e à diversão. Talvez se dependesse do nome, convenhamos que alguns bem mais meigos que os demais, certas iguarias ficariam restritas apenas ao olhado.
Se eu por exemplo disser que sou louca por cueca virada(7) lambuzada com um tiquinho de baba-de-moça(8) e se bobear, traçava facinho uma nega maluca(9), algumas pessoas iriam ficar boiando, não é não? E mandar ver numa vaca atolada(10) num dia chuvoso, então? Não é tudo de bom?

Mas o melhor de tudo mesmo é se deliciar com as riquezas das culinárias regionais e abrir a mente para se permitir conhecer e aceitar o diferente. 
Se alguém souber de outros pratos ou comidinhas com nomes peculiares, divide com a gente nos comentários!
;)

1. Salada feita com bacalhau desfiado.
2. Pedaços de bacalhau empanados e fritos.
3. Fígado acebolado no meio do pão.
4. Charque ou sobras de carne assada frita com farinha de mandioca.
5. Um bolo à base de mandioca.
6. Forma como é chamado o pão francês, em alguns lugares do Brasil e Portugal.
7. Massa frita, com sabor semelhante ao bolinho de chuva, mas com formato de cueca virada.
8. Doce feito com gemas, leite de côco e calda de açúcar.
9. Uma variante de bolo de chocolate.
10. Cozido feito à base de mandioca e costela de vaca.

Artigo escrito para o Blogagem Inédita proposto pelo Interney.









Confira outras postagens no blog!

2leep.com


Os comentários são via Facebook, portanto precisa estar "logado" para comentar. Vale lembrar que o teor dos mesmos são de inteira responsabilidade do comentarista.

Comente!! Assim saberei o que você pensa! ;)




  1. Miguel M,
    8, julho, 2010 em 14:24 | #1

    Pesquisar a verdade sem se deslumbrar com nomes estranhos e sair gritando por aí, também daria algum jeito, né?

    Deixem esclarecer…

    Umas comida chamada apenas "Punheta", não existe em Portugal. O nome é "Punheta de…" e aí vem o ingrediente principal sendo a "…de Bacalhau" a mais vulgar. Ainda assim, esse nome é apenas usado numa ínfima parte do país, no Alentejo. No resto é conhecida por "Cebolada de… Bacalhau" – Características? Todos os ingredientes são crus (se considerarmos que o bacalhau seco está cru).

    Quanto à "Fodinha quente" é a mais absoluta mentira, enquanto nome de receita portuguesa. Esse nome existe apenas num restaurante onde a dona, para chamar clientes e tomando como exemplo a "punheta de bacalhau" resolveu dar nomes "atrevidos" a todos os pratos (normais) do seu menú. De tal modo que foi curiosidade na mídia.
    http://www.detalhe.net/forum/off-topic/8060-menu-

  2. 21, novembro, 2008 em 11:26 | #2

    Saber é realmente bom demais. Valeu

  3. 26, agosto, 2008 em 11:43 | #3

    :palmas:voces nao sabem nem de onde vem o mane pelado.obrigo por nada

  4. 19, março, 2008 em 20:12 | #4

    Ester minha amiga! Só agora pude dar uma pasadinha por aqui, meu baby ficou doente e deu um susto em nós aqui.Agora já estou mais tranquila o meninão já melhorou :)

    Então minha amiga que loucura esses nomes hein? ahahah, confesso pra ti que eu nunca pediria em um restaurante " moço me vê uma fodinha" aff amiga são cada nomes que deu arrepio.E eu nem sabia que uma das comidinhas preferidas se chamava vaca atolada rsrs.Mais conhecida pra mim era só a nega maluca rsr, pelo jeito o Marco andava comendo nega maluca faz tempo ao invés de dizer bolinho de chocolate rsrs.

    Amiga muito bom seu texto, eu estava preparando algo para a blogagem coletiva, mas o baby ficou doente e o tempo se esgotou , paciência né, fica para próxima. :)

    Parabéns seu texto ficou ótimo, muitos beijos minha linda.

  5. 18, março, 2008 em 10:01 | #5

    Realmente alguns nomes são muito interessantes e engraçados.

    Quando estive em Salvador, o pessoal comia uma tal de Lambreta! Você sabe o que é? É um tipo de marisco muito apreciado na região. O pessoal come cozido com temperos ou simplesmente crú com limão.

    Mas sabe como é, na dúvida, diga "Não, obrigado"!

    Abraço,

    Rui Nelson

    Realidade Subjetiva
    http://www.ruinelson.net

  6. 18, março, 2008 em 07:29 | #6

    Por aqui no NE tem umas iguarias interessantes: arrumadinho (carne de sol, feijão verde, farofa e vinagrete), buchada (miúdos de bode preparados dentro do bucho costurado do bode), rubacão (feijão verde, carne de charque, queijo de coalho e nata). Os nomes podem não chamar a atenção, mas não recomendo aos estomagos sensíveis :)

  7. 17, março, 2008 em 20:37 | #7

    Aqui em Araguaína, o pessoal é movido a "chambari"! Nada melhor depois de já se ter tomado umas e outras! rs…

  8. 17, março, 2008 em 19:17 | #8

    Realmente, é impressionante o efeito que certos nomes podem causar em quem lê ou escuta, eu por exemplo, confesso que não comeria alguns pratos desses. Mas ai você termina a lista com três pratos que eu conheço: baba-de-moça, nega-maluca e vaca atolada (HUMMM). PS: Mas convenhamos, em termos de esquisitice, não dá para comparar as últimas com as primeiras vai!!!

Fechado para comentários.