Células-tronco – O Brasil aprova e dá um grande passo!

30.05.08 - 10:54 AM Ester Castro






O país inteiro acompanhou com grande expectativa a votação no Supremo Tribunal Federal que julgava a Ação Direta de Inconstitucionalidade contrária às pesquisas com células-tronco embrionárias.
Por 6 votos contra 5, as pesquisas poderão ser retomadas juntamente com a esperança daqueles que aguardavam por sua aprovação. Uma grande vitória que tardou mas não falhou!

Foi de raspão. A diferença de apenas um voto me deixou vexada. Quando se fala em ministros ou membros do STF, tal posição já carrega um certo ônus ao presumir que se trata de alguém esclarecido, letrado, culto e consciente a ocupar uma cadeira tão importante.
Estamos numa “democracia” e as divergências de opiniões são um direito. Mas estar contrário ao avanço da ciência e da medicina, onde estão depositadas todas as chances de um ser humano viver bem e com dignidade, então é tempo de rever alguns conceitos.
A saúde é um bem maior. O ser humano precisa ter em primeiro lugar saúde, pra poder correr atrás do resto.

Mas de qualquer forma, que bom Brasil! Somos o primeiro país da América Latina a aceitar as pesquisas com células-tronco. Vamos agora cobrar e torcer para que não falte as verbas necessárias ao andamento dessa conquista.
Estamos de olho! :spyglass:

Fonte UOL



Categorias: Notícia, Saúde, Tudo







Confira outras postagens no blog!

2leep.com


Os comentários são via Facebook, portanto precisa estar "logado" para comentar. Vale lembrar que o teor dos mesmos são de inteira responsabilidade do comentarista.

Comente!! Assim saberei o que você pensa! ;)




  1. 13, abril, 2012 em 04:25 | #1

    Pesquisas com Células-Tronco é um avanço para a Ciência. O STF está de parabéns! Imaginem só poder recompor vértebras, cartilagem, ossos, reverter cegueira, danos cerebrais por acidente como os de Hebert Viana. Demais! Só precisamos de um sistema de controle estatal e judiciário para que não vire um mercado de embriões onde mulheres serão induzidas e até incentivadas a engravidar, abortar e vender seus fetos para laboratórios de pesquisas na área sustentados por Capital estrangeiro clandestino e ilícito.

  2. 10, março, 2011 em 15:27 | #2

    A ciência deu um grande passo em busca de eliminar as anomalias decorrentes das mutações genéticas.

    Antonio Carlos de Lima-"Toninho Carlos"

    III Semestre de Comunicação Institucional na Unicid

    Editor e Redator da Coluna"Voz da Comunidade" do Zona Norte News(Associado ao Jornal Freguesia News)São Paulo-Capital

  3. ERCKSON
    19, novembro, 2010 em 10:20 | #3

    cd os resultados das celulas tronco.

  4. 19, dezembro, 2009 em 16:17 | #4

    olá meu nome é alberison.há 2 anos tenho umas lesão do plexo braquial.estou com o braço direito paralizado.qui bom q foi aprovado no brasil esse projeto. estava esperando por essa vitoria. de t a esperança de um dia volta a mexe o braço,agadeço a tds voces q se dedicaram a esse projeto.obrigado.

  5. heyki
    10, junho, 2009 em 08:05 | #5

    é isso , liberaçao no pais ja foi, agora falta a liberação nas escolas .

  6. Diego
    2, junho, 2008 em 12:22 | #6

    NA VERDADE O PLACAR PODE SER VISTO DE DUAS FORMAS; 6X5 OU 9X2 ESSES TRÊS VOTOS NÃO VETARAM AS PESQUISAS SÓ PEDIRAM UMA ADIÇÃO A LEI, UM MAIOR CUIDADO POR SE TRATAR DE UM ASSUNTO TÃO SERIO.

  7. Andre
    31, maio, 2008 em 01:12 | #7

    Parabéns pelo blog, só fiquei sabendo dele, após ver seu comentário sobre comida de gato no Omedi. Eu também fiz um, com um leve humor negro, tenho uma gatinha de rua chamada nyu (nome da moça bonita do elfen lied). Mas vamos ao nosso STF, as questões religiosas realmente impacam a ciência, mas ao menos devemos entender que boa parte de nossa base ética é proveniente da religião. É claro que os movimentos racionalistas vieram demonstrar que é possível ética sem religião. Esse assunto de vida, não vida, não é tão preto no branco e não deve ser visto como um assunto meramente religioso. Existem outras barreiras que preocupam as mentes conservadoras em dentrimento ao ávidos pelo moderno. Uma das bandeiras que posso levantar são as possíveis patentes que advirão destas pesquisas, e os interesses escusos das indústrias genéticas e de sua produção ( medicamentos, tratamentos, etc.).

    Essa voracidade por Lucro, que não foi levantada ficará sobre controle de quem? será que os tratamentos complexos devem ser priorizados em dentrimento de bilhões de pessoas que não possuem ao menos o atendimento básico de saúde. A verdade que a porta do quarto escuro foi aberta, e nela entrarão iluminados e escusos.

    O tema sobre pesquisa embrionária não deve ser limitado a Deus ou não Deus. Mas também definições de vida ou não vida, humano, proto-humano, não humano.

    Até que ponto o conhecimento é benéfico, será que a fusão nuclear foi benéfica? será esta um meio de energia limpo, ou será um meio de destruição em massa. O Brasil sairá na frente ou vai ser cobaia de grandes laboratórios? Embora a pequisa seja feita em embriões, mas o tratamento será feito em humanos. Esperamos que tenhamos uma população vigilante aos interesses de grupos economicos. Como você gosta de filmes, o Jardineiro Fiel, é um bom exemplo.

  8. 30, maio, 2008 em 20:17 | #8

    :jump:

    Ainda bem que foi aprovada!

  9. 30, maio, 2008 em 15:50 | #9

    @Oto

    Obrigadaaa! ;)

    @Fernando

    ahauahauahauaha Exagerado! Mesmo assim obrigada!

    @Geibson

    Eu entendo perfeitamente seu ponto de vista. Enquanto que para uns é complicado compreender ou aceitar, para outros é muito simples.

    O que todo aquele que fomenta dúvidas precisa entender, é que as pesquisas serão feitas em embriões e não em fetos. O feto, bebê propriamente dito, só estará formado à partir da oitava semana. Antes disso ele é apenas um conjunto multicelular! É vida? Sim claro que é. Células são vida. Mas não tem forma humana, é apenas um embrião, matéria-prima dessas pesquisas. ;)

  10. 30, maio, 2008 em 14:48 | #10

    Quanto mais leio seus posts, mais fico seu fã hauahuaha

    concordo em número, gênero e grau… fiz um post a respeito!

  11. Geibson
    30, maio, 2008 em 13:19 | #11

    Eu não coloquei minha opinião pessoal exatamente para não inflamar os animos, mas Ester com todo o respeito eu não esperava menos que uma votação apertada em uma decisão tão polemica, não importando qual a decisão final.

    Se por um instante sequer passou pela mente dos magistrados a questão de quando realmente começa a vida eles com certeza ficaram em duvida, se for apartir do nascimento, então não existem problemas em realizar estas pesquisas, mas se for na concepção no primeiro instante apos a fecundação do ovulo, então eles estariam legalizando o assasinato, e se pararmos para pensar não e uma decisão facil de ser tomada, pois mesmo a ciencia não tem uma resposta concreta para esta questão.

  12. 30, maio, 2008 em 12:58 | #12

    Primeiro, concordo plenamento com você, Ester… Eu também fiz um post sobre o assunto (http://oto.blog.br/?p=222), antes da votação do STF, que vai contra os ideais religiosos. Parabéns pelo post e pela discussão. :palmas:

  13. 30, maio, 2008 em 11:38 | #13

    @Geibson, @Sérgio

    Pronto, tocaram num ponto em que eu relutei em não tocar, mas foi ingenuidade minha pensar que a coisa não verteria pra esse lado: religião, a grande pedra no caminho do progresso.

    Não duvido da bagagem intelecto cultural dos membros do STF, nem disse o contrário. Os que votaram contra, como bem disse o @Geibson, esbarraram sim em suas convicções religiosas e da grande maioria da população. Sobrepujar a religião em detrimento da ciência é andar pra trás. Foi justamente por isso que me indignei com a votação apertada.

    Os ministros do STF devem ser informados, cultos e conscientes o bastante para julgar pela razão e não pela paixão.

    E não fiquem assustados. Eu não sou atéia. Eu apenas sou contra a religião e toda a hipocrisia inerente. ;)

    • Aleiter Crowley
      24, março, 2010 em 12:25 | #14

      Concordo!! Já sou seu Fã…

  14. 30, maio, 2008 em 10:59 | #15

    Nesse caso,parece que tudo é relativo à nossa torcida. Eu, torci pela queda da ADIN e consequente validade da lei que permite as pesquisas.

    Para nossos olhos leigos (tanto em Direito como Teologia) poderia parecer bem simples utilizar-se de embriões que ficam congelados e esquecidos em clínicas.

    De forma alguma temos alguma empatia com aquilo, como sendo vida humana.

    No entanto, não é assim. Em tudo, existe o famigerado PRECEDENTE ABERTO e é necessário mesmo, esses extremados debates.

    Se o STF tivesse votado o contrário, que desse ganho de causa para a ADIN e proibido as pesquisas, eu ficaria decepcionado.

    Talvez até perdesse a compostura e achasse que são uns velhos gagás que ainda tomam chá da tarde com bispos e debruçam-se sobre a Bíblia antes de dormir.

    Mas não seria verdade. O que o STF faz é julgar à luz da Constituição com um olho atento à nação.

    Então, por isso é que existem diferentes votos.

  15. Geibson
    30, maio, 2008 em 08:43 | #16

    Não concordo que por terem votado contra os 5 juizes não sejam pessoas cultas, pelo contrario eles mostraram preocupados com o aspecto etico e moral de trabalhar com esta tecnologia, em um pais de maioria catolica e com uma parcela consideravel de evangelicos, muçulmanos e outras religiões que não aprovam estas pesquisa, coexistindo no pais, seria de se esperar que fosse uma questão delicada de ser votada sendo ela aprovada ou não.

    • Aleiter Crowley
      24, março, 2010 em 12:23 | #17

      Acho Necessário e urgente que avançem as pesquisas.

      Pois essas religiões já atrasaram muito a Humanidade com seus dogmas arcaicos, não servem pra nada.

      Existem milhares de pessoas sofrendo, necessitando desse benecicio.

      As religiões só atrapalham a evulução natural da nossa capacidade de descobrir, de nós ajudarmos com essa descoberta.

      A igreja católica é uma assassina, muitas mentes brilhantes foram mortas por seus dogmas e não podemos mais permitir esses fanaticos religiosos com seu egoísmo camuflado.

    • 24, outubro, 2010 em 08:16 | #18

      Pessoas que vivem com biblia em baixo do braço pregando que não se deve prosseguir com a pesquisa de celulas tronco, não tem ninguem na familia com algum problema, como eu tenho minha filha com diabetes, o futuro dela é incerto, porque pode sofrer muito. Acredito em Deus, sei também que ele nos deixou vários ensinamentos. E nos deu o livre arbitrio. Devemos separar ciencia de religião. Porque igreja deveria se preocupar com a cura da alma e deixar ciencia e politica para a cura do corpo.

      Por várias religiões estarem se metendo em politica é que nosso mundo anda do jeito que está. Pedofilia, drogas entre tantas outras doenças da alma.

Fechado para comentários.