Cientistas descobrem como fazer arroz menos calórico

30.03.15 - 8:14 PM Ester Castro






Ouvir que o arroz pode diminuir drasticamente seu valor calórico, soa como um alento para um estômago cansado de passar vontade. Tem coisa mais linda de mamãe que um arroz bem feito ou um risoto caprichado?

Parece que o sonho de apreciar arroz sem moderação está próximo.
Uma pesquisa realizada por cientistas da Faculdade de Ciências Químicas do Sri Lanka, mostrou que o modo de preparo do arroz interfere na sua diminuição calórica de forma drástica.
Basta adicionar uma colher de chá de óleo de côco à água já em ebulição e só então acrescentar o arroz. Após cozido, ele deve ser refrigerado por pelo menos 12 horas. Para consumir, basta esquentar.

arroz

Imagem: reprodução

 

Mas aí todo mundo pergunta onde está a bruxaria nisso tudo?

A explicação é pura química. Sabe-se que alguns alimentos possuem diferentes tipos de amido e o modo de preparo desses alimentos faz com que esse amido seja mais ou menos resistente. Em outras palavras, o amido resistente não é digerido pelo organismo, enquanto o digerível é facilmente absorvido transformando-se em glicose, que se transforma em glicogênio, que se transforma em gordura, quando é claro, está em excesso.

Quando o arroz recebe um lipídio antes de ser cozido e após o cozimento é resfriado, passa por essa mudança química.

Pesquisas mostram que o modo de preparo de um alimento pode alterar a forma do amido, transformando uma substância que seria facilmente absorvida pelo corpo em algo mais resistente. E é exatamente isso que o método de preparação do arroz propõe.

Isso acontece em outros alimentos também. A batata, por exemplo, se torna de mais fácil digestão quando é cozida ou transformada em purê (triste, sabemos) – logo, será transformada em gordura mais facilmente. Outras pesquisas revelaram que resfriar um vegetal logo após seu cozimento pode tornar seu amido de difícil absorção, como no caso das ervilhas. (Mais…)

 

Os testes foram feitos com dois tipos de arroz, um menos saudável que diminuiu as calorias em 12% e um arroz mais saudável, que teve sua redução em 50%. As pesquisas continuarão em outras variedades de arroz, de outros alimentos, além de testes com outros óleos.
Gente, reduzir pela metade as calorias do arroz é muita coisa!!

Resumo da ópera, quem não gosta de arroz requentado vai morrer gordo. :p

Mais informações na Galileu e no Washington Post
 









Confira outras postagens no blog!

2leep.com


Os comentários são via Facebook, portanto precisa estar "logado" para comentar. Vale lembrar que o teor dos mesmos são de inteira responsabilidade do comentarista.

Comente!! Assim saberei o que você pensa! ;)




Fechado para comentários.